quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

"Aqui fora está frio. Me deixe entrar."

Obs: Escrevi esse texto ao som da música "Kelsey" da ex-banda Metro Station. Então, sugiro que leiam o texto ouvindo essa música.


Meus pés descalços estão machucados, e vidros machucam minha pele. Aqui fora está escorregadio, tenho medo de cair e não há ninguém em que eu possa me apoiar.
E a chuva não pára, continua cada vez mais forte. Não dá pra notar minha maquiagem. O vento e as gotas de chuva a destruiram. Então não estou bonita pra você.
E eu vim até aqui por você. Caminhei quilômetros para que finalmente eu te contasse o porquê da minha vinda. Não quero brigar. Não com você. Não esta noite.
A noite parece mais fria. Meus pés estão molhados, cortados. Acho que haviam cacos de vidro no chão. Eu não sinto meus pés doerem mais.
A noite me dá medo. Ninguém nas ruas enquanto eu caminho sem parar para chegar até você. E está tarde. Muito tarde. Você está dormindo?
De repente eu corro. Não por medo, mas por ansiedade em te ver logo. Isso não pode ficar para depois.
Os pingos de chuva batem no meu rosto como se eu os tivesse feito algo. Algo muito ruim. E eu me canso de correr...
Vou parando devagar, e ali está sua casa.
Estou na sua porta agora. Por um momento exito em bater. Mas isso não pode ficar pra depois. Bato rapidamente e penso em correr. Você não abre.
Eu penso no que te dizer. "Eu te amo" já não parece ser suficiente, quando você já é mais necessário pra mim que o próprio ar que respiro e o céu que se coloca sobre a minha cabeça. Te compararia até ao chão no qual estou, que mesmo frio e escorregadio me permite ficar de pé. Eu preciso de você.
Minhas lágrimas se confundem com a chuva que molha meu rosto agora. Eu quero você. Eu preciso muito de você.
E eu bato desesperadamente com medo de que você já não esteja aí, nem mesmo com outra pessoa.
"Aqui fora está frio. Me deixa entrar.", é só o que sai da minha boca.
Minha mão cansa de bater à porta. Meus lábios tremem de frio. O meu coração se congela.
E só então eu percebo que você nunca vai me deixar entrar.

***
Já havia postado esse texto em um outro blog meu, mas ainda acho que ele é um dos meus melhores. Como o meu blog antigo não tinha tantas visitas e seguidores como este, talvez seja bom que vocês conheçam alguns dos meus textos antigos, que tal? :)

15 comentários:

  1. Deusss. Que perfeito. A maneira como colocou a música para nos ajudar a ler o texto, perfeito, deu para sentir a emoção do texto de uma forma inédita através das batidas da música. ADOREI mesmo!

    Que mundo é esse? Precisamos mesmo viver aqui?
    Texto no Acesso Permitido.

    ResponderExcluir
  2. Suzanna muito legal você escrever,
    combinou com a música mesmo! kisses

    ResponderExcluir
  3. Lindo e triste!A dor de uma desilusão é bem assim mesmo! Amei o texto!!!

    Beijinhos, beijinhos!
    Tamiris Bockmann!

    ResponderExcluir
  4. Hummm! Eu estou de volta! hehehe! ;D

    Você escreve bem! Mas são palavras tão tristes... Está tudo bem?

    Ótima sexta pra você, Suzanna!

    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  5. Ótimo Suzanna! Nem preciso dizer que adorei, não é? Tão humano, tão forte. Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Muito bom! Você escreve muito bem e achei interessante o jeito que você usou de uma ficção para passar o acontecido, ficou demais!

    help-adolecentro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Muito bom seu texto, você tem talento e escreve muito bem! Parabéns! Fica muito gostoso de ler!

    Beijos da Kika/Blog Acessarte

    ResponderExcluir
  8. Adorei seu blog muito lindoo! aqui fiz meu blog com muito carinho, faça uma visitinha e segue lá. Estarei acompanhando sempre seu blog pois gostei muito http://tokcharm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto!!! Parabéns.
    E a música é ótima também.

    Beijos

    Jéssica
    Fashion Jacket

    ResponderExcluir
  10. Muito lindo o texto,parabéns!
    One Esmalte
    Ótima semana!
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  11. lindo texto, eu imaginei cada cena que vc descreveu ^^
    bjs

    dna-diferente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Hey,
    amei o texto. Seus textos são muito daoras *-*

    Bye,
    http://prateleiradepensamentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. "Me deixa entrar" lembrei do filme de terror, lol!

    ResponderExcluir